Pular para o conteúdo principal

Faraday 1 x 0 Deus


Existe uma tendência curiosa de atribuir raios e trovões a elementos divinos. Isso vem de muito tempo, mas mesmo depois dos princípios eletromagnéticos da formação dos raios serem mais que conhecidos, as pessoas insistem em mistificar esses fenômenos.
Muita gente não só teme como garante que blasfemadores serão fulminados por raios, em uma espécie de instant karma, retribuição divina imediata.
Como se proteger contra isso? Alguns sugeriram aliar-se ao demônio, mas há um aliado mais implacável e eficiente que o Senhor das Trevas: A Ciência.
Raios eram terríveis na antiguidade. Hoje temos pára-raios em tudo que é quanto, inclusive em igrejas. Mas e se quisermos nos proteger mesmo, nos tornar imunes à Ira Divina, por mais raios que sejam atirados em nossa direção?
Aí usamos algo contra o qual raios, divinos ou não são inúteis: Uma gaiola de Faraday.
O Físico Michael Faraday descobriu, no Século XIX, que a carga elétrica em um condutor se concentra na superfície do mesmo. As cargas eletrostáticas no interior do condutor se rearranjam e anulam as externas, tornando o núcleo do condutor neutro.
Esse princípio faz com que uma gaiola de Faraday seja impenetrável a ondas de rádio, microondas, radares e… raios.
Mesmo não sendo um modelo ideal, um automóvel ainda é uma excelente gaiola de Farday, e não tem nada a ver com os pneus serem isolantes. O pulo do gato é a cabine ser uma estrutura metálica oca. Aí, não importa a ira divina, nada de atinge, como ficou evidenciado neste incrível vídeo de um SUV sendo atingido por um raio e continuar andando, no melhor estilo “tô nem aí”.

O fenômeno não é restrito a carros. Aviões são gaiolas de Faraday bem melhores, e embora também não ideais, o último acidente aéreo atribuído a um raio foi em 1967. Nada mau, levando em conta que nos EUA todo avião comercial é atingido por raios pelo menos uma vez ao ano.
Cabe um adendo, claro: A gaiola de Faraday só é eficiente contra divindades elétricas tradicionais, como Javé e Zeus. Deuses mais adeptos a uso de ferramentas, tipo Thor, sempre podem apelar, e ser imune a raios só enfureceria mais ainda o filho de Odin, que lançaria Mjölnir contra o carro, e isso estragaria seu dia.
Fonte: Geekologie

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br