Pular para o conteúdo principal

Harlan: a linguagem que transforma processadores em supercomputadores


Nvidia
GPU
Pesquisadores da Universidade de Indiana, EUA, trabalham em uma linguagem chamada Harlan, que promete revolucionar a computação ao transformar as GPUs em supercomputadores.

Sigla para “Unidade de Processamento Gráfico”, as GPUs não servem apenas para processar gráficos. A tecnologia, assim como os CPUs (“Unidade de Processamento Central), executa cálculos de computação e empresas como Google e Salesforce já testam suas diversas finalidades.

As GPUs são capazes de guardar simultaneamente múltiplos cálculos, conhecidos como “threads”, enquanto CPUs só processam uma thread por vez. No entanto, apesar de trabalhar com diversas threads ao mesmo tempo, fazem o trabalho de forma muito mais lenta. Por isso, historicamente, foram desenvolvidas com foco no processamento gráfico.

Mas tudo pode mudar com a linguagem Harlan, que promete executar várias threads ao mesmo tempo de forma ainda mais rápida do que as CPUs já fazem. Ou seja: o potencial de computação daria saltos enormes e simples computadores poderiam se tornar supercomputadores.

A ideia, segundo reportagem da Wired, é descobrir qual o potencial de uma linguagem concebida especificamente para GPUs. Justamente por isso, a sintaxe do Harlan é toda moldada em Scheme, considerada por muitos a “mãe de todas as linguagens de programação”.

Rust, o braço mais simples

Em entrevista à revista, Eric Holk, um dos desenvolvedores da Harlan, afirmou que trabalha numa outra linguagem, chamada Rust, criada pela Mozilla, que funcionaria como uma versão mais simplificada e prática da Harlan.

“A Harlan tem o objetivo de expandir os limites do que é possível, enquanto a Rust em GPUs quer trazer essas mesmas ideias para uma linguagem mais prática”, exemplifica Holk.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br