Pular para o conteúdo principal

Tecnologia engorda, mas não do jeito que você pensa


É repetição lembrar que a tecnologia nos deixa preguiçosos. Toda a ideia da tecnologia é baseada no objetivo de facilitar a vida e diminuir o nosso esforço, ou seja, nos deixar acomodados. Mas o que está nos engordando é outro motivo, que Kathy Sierra explica, baseado em um estudo realizado em 1999 por Baba Shiv.
“Em 1999, o Professor Baba Shiv (atualmente em Stanford) e seu coautor Alex Fedorikhin fizeram um experimento simples com 165 estudantes. Metade dos alunos teve de memorizar um número de sete dígitos, e a outra metade um número de dois dígitos. Depois de completar a tarefa de memorização, foi oferecido um lanche aos participantes: eles poderiam escolher entre bolo de chocolate ou uma tigela de frutas.
Os participantes que memorizaram os números de sete dígitos eram quase 50% mais propensos do que o outro grupo a escolher o bolo ao invés da fruta.
A implicação não é sutil, mas importante. Trabalhar o seu cérebro de alguma forma (lembrando cinco dígitos extras) enfraqueceu sua capacidade de ser eficaz em outro (mantendo a força de vontade). Isso significa que seu cérebro é como uma máquina de tanque de combustível. Isso também significa que quanto mais você forçar o seu cérebro a fazer alguma coisa, menos eficiente ele será para o resto das suas funções.
Este é o mesmo princípio adotado por CEOs e outras importantes personalidades inteligentes, que limitam as escolhas que temos de fazer em um dia vestindo a mesma coisa todos os dias. As poucas opções que você tem para fazer em um dia, mesmo as triviais, tornam seu cérebro menos eficaz para outras atividades. O experimento mostrou, no entanto, que não são só decisões sobre o trabalho que acabam afetadas, mas a força de vontade própria. Seu corpo começa a trabalhar no instinto. Ele almeja a comida que sabe que gosta, ou diz ao seu patrão chato “Vá para o inferno”, ou apenas se senta no sofá, porque o esforço é como a morte – e, mais uma vez, é por isso que nós inventamos a tecnologia.
O mesmo princípio foi demonstrado em um estudo com cães. Os animais foram orientados a ficar parados por vários minutos antes de serem colocados na frente de um prato de comida. O resultado observado é que aqueles que ficaram parados comeram muito mais do que os que estavam soltos. A força de vontade daqueles que exerceram autocontrole foi diminuída, e seus cérebros foram concentrados em um nível puramente instintivo.
E como isso nos afeta? Se seu celular vibra com uma notificação, você o tira do bolso ou deixa lá, porque está em uma conversa? Você decide olhar para ele, você desbloqueia o telefone para responder ou o coloca de volta em seu bolso?
O ponto dos cientistas é que o que chamamos de boa tecnologia e design muitas vezes ainda nos faz tomar decisões, usar os nossos recursos cognitivos. Faz com que a gente coma o bolo.
Então, qual é o ponto aqui? Não que você deve parar de ver as notificações que recebe sobre coisas que você precisa saber. Você sempre vai ter e-mails importantes ou mensagens instantâneas ou tweets ou que que seja. Mas vale a pena lembrar que uma boa experiência, sem tecnologia e aplicativos, é algo que vale para o cérebro – e talvez sua cintura também. [Gizmodo]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br