Pular para o conteúdo principal

Hands-on: Testamos o Lumia 930, novo top de linha da Nokia

Está chegando o Lumia 930, o novo top de linha da Microsoft, agora dona da Nokia. A empresa revelou o plano de trazê-lo ao Brasil no terceiro trimestre, ainda sem data ou preço exatos. O Olhar Digital teve a oportunidade de colocar as mãos no dispositivo em evento realizado em São Paulo.

O aparelho é sólido, e esta palavra se encaixa muito bem para definir o 930. A Nokia tem investido em celulares formados por um corpo único há alguns anos entre seus tops de linha, mas nenhum deles é tão elegante quando o seu novo dispositivo, com laterais metálicas, mas traseira em plástico (policarbonato), bastante agradável ao toque. Ele ganhou um aspecto meio “iPhone”, porém, bem retinho nos cantos, contra os tradicionais cantos arredondados.

Reprodução

Um detalhe mínimo chama muito a atenção no aparelho. Contrariando todo o mercado de celulares de corpo único (isto é, sem traseira removível), ele não precisa da famigerada “chavinha” para abrir o espaço para o chip SIM. Basta um clique para abrir e outro para fechar, o que é extremamente prático. Resta saber se no dia a dia ele vai acabar se soltando sozinho, mas isso não foi possível mensurar no curto período que ficamos com o aparelho em mãos.

Ele segue a tradição de câmeras com a tecnologia PureView, da Nokia, então não há muito a ser dito sobre isso. A qualidade permanece alta, com os mesmos aplicativos que consagraram a empresa no passado. O sensor traseiro de 20 megapixels é excelente, como de costume, com a diferença para outros Lumias recentes de que ele não precisa de um “volume extra” para abrigar as peças necessárias para isso, o que ajuda na construção de um aparelho mais “reto”.

A tela é de encher os olhos, com resolução Full HD, apresentando o Windows Phone 8.1, com a opção de personalizar o fundo de tela. Com os blocos devidamente adaptados para receber imagens de alta qualidade, e não apenas cores puras, um display mais robusto acaba fazendo a diferença.

Reprodução

Falando em tela, um detalhe interessante em relação à tela é que ela é ligeiramente curva nas bordas, algo que já foi visto no 920, mas fica mais evidente no novo dispositivo. Não fica claro qual é a vantagem prática disso, mas o visual é bacana.

O aparelho também vem com configurações compatíveis com os principais e mais potentes concorrentes do mercado, com o Snapdragon 800 com quatro núcleos trabalhando em 2,2 GHz, 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno, sem espaço para cartão microSD. As configurações são capazes de carregar o Windows Phone com os pés nas costas, mas são necessários testes mais profundos para determinar como ele compete com Androids tops ou o iPhone 5s em questão de desempenho.

Fica a reclamação, porém, do fato de que ele será lançado apenas em preto e em branco no Brasil, enquanto outros países ganham alternativas em laranja, verde e amarelo. Ter mais opções de personalização é sempre bom. 

Fonte: Olhar Digital

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

Gigantes da Indústria - Documentário

A América não foi descoberta, foi construída. Os nomes Rockefeller, Vanderbilt, Carnegie, Astor, Ford e Morgan são sinônimos do chamado "sonho americano". Eles desenvolveram uma visão ousada e criaram grandes indústrias que foram base para o progresso no mundo. São indústrias de combustível, estradas de ferro, aço, transportes, automóvel e finanças. Eles estabeleceram políticas econômicas, se envolveram em eleições presidenciais, e sua influência sobre os acontecimentos mais importantes do século passado é incalculável.


Gigantes da Indústria - Ep 1 Começa outra Guerra [History Channel HD]


Gigantes da Indústria - Ep 1 Começa outra...por DOCUMENTARIOSBM


Gigantes da Indústria Ep 2 Encontrando Petróleo [History Channel HD]


Gigantes da Indústria Ep 2 Encontrando...por DOCUMENTARIOSBM


Gigantes da Indústria - Ep 3 Nasce a Rivalidade [History Channel HD]


Gigantes da Indústria - Ep 3 Nasce a Rivalidade...por DOCUMENTARIOSBM


Gigantes da Indústria - Ep 4 Derramamento de Sangue [History…