Pular para o conteúdo principal

Build 2015: veja os anúncios do primeiro dia da conferência da Microsoft




Nesta quarta-feira (29), a Microsoft deu o pontapé inicial no seu principal evento do ano, a Build 2015. A conferência para desenvolvedores que acontece entre os dias 29 de abril e 1º de maio, em São Francisco, Califórnia (EUA), está repleta de novidades relacionadas aos produtos e serviços da empresa.

No primeiro dia da conferência, a Microsoft brindou o público com muitos anúncios, alguns deles bem empolgantes. Entre realidade virtual, computação na nuvem, e o esperado Windows 10, veja um resumo das principais revelações do primeiro dia da Build 2015:

Preview do .NET Core para Mac e Linux




Em novembro do ano passado, a Microsoft transformou a .NET numa plataforma de código aberto, liberando-a para a comunidade open source, e anunciou os seus planos de expandi-la para outros sistemas. Agora, a empresa anunciou que a .NET Core está disponível em uma versão prévia para Linux e Mac OS, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos na nuvem em inúmeras plataformas. Esse é o primeiro passo em direção a uma versão multiplataforma da .NET.

Visual Studio 2015


Além do .NET Core, a Microsoft também anunciou o lançamento de uma versão do Visual Studio com suporte para aplicativos de servidores multiplataforma por meio do Python, Node.js e do próprio .NET.

Como já era esperado, o Visual Studio 2015 também inclui ainda uma série de correções de bugs, mas uma das novidades mais interessantes é que ele terá suporte apps universais que poderão ser executados em qualquer dispositivo com Windows 10, incluindo desktops, notebooks, tablets, smatphones, HoloLens, Xbox, entre outros. O software agora também torna mais fácil para os desenvolvedores a escrita de aplicações multi-plataforma com o Apache Cordova e bibliotecas atualizadas do Visual C++.

Windows Azure




A plataforma Windows Azure também marcou presença no primeiro dia da Build 2015. Novos serviços, como o "Azure SQL Data Warehouse", uma solução de data warehouse elástico baseado no Azure, e o "Azure Data Lake" são os grandes destaques.

O Azure SQL Data Warehouse visa ajudar as empresas a manter o controle de seus dados. A ideia do novo serviço é, basicamente, ampliar o acesso dos negócios aos data warehouse-as-a-service, com ofertas que vão escalonando de acordo com as necessidades de cada cliente.

O Azure Data Lake é um novo repositório de dados para grande fluxo de análise. A ideia é oferecer aos desenvolvedores um único local para armazenar todos os seus dados estruturados e semiestruturados em seu formato nativo sem a necessidade de se preocuparem com limitações de armazenamento e capacidade em arquivos individuais. Agora, os desenvolvedores poderão trabalhar com uma ampla variedade de formatos de dados.

Office 2016




Depois de algumas horas de apresentação, a Microsoft mudou de assunto e começou a falar sobre o Office 2016 – começando com uma demonstração das integrações de plataformas cruzadas que estão disponíveis em toda a suite de aplicativos. Um exemplo de integração entre o Outlook e o Uber é a possibilidade de chamar um carro do Uber para levá-lo a uma reunião diretamente por meio do serviço de e-mail da Microsoft.

A Microsoft também apresentou novas adições aos frameworks para o Office, que permitirão aos desenvolvedores criar aplicativos sobre os já existentes softwares de produtividade da empresa. Com isso, os apps poderão ser executados sobre todo o ecossistema do produto. A intenção da empresa é mudar o framework para um gráfico de dados semanticamente mais rico, o qual os desenvolvedores podem visualizar e estender.



A Microsoft estima que atualmente mais de 1,5 bilhão de usuários do Office transmitam impressionantes 470 petabytes de dados.

Windows Store e aplicativos universais


Depois de todas essas apresentações, finalmente o CEO Satya Nadella introduziu o assunto tão esperado: Windows 10. O sistema operacional foi anunciado pela empresa no ano passado, mas a empresa ainda não havia divulgado todos os detalhes sobre seu funcionamento.

A companhia tem a expectativa de estar em 1 bilhão de dispositivos dentro de dois ou três anos após o lançamento. "Nenhuma outra plataforma de trabalho de qualquer ecossistema está disponível em 1 bilhão de dispositivos", disse Terry Myerson, vice-presidente-executivo de Operações de Sistema, durante o evento.

Um dos primeiros anúncios relacionados ao assunto foi o de que agora a Windows Store terá o seu próprio serviço de faturamento, graças a uma parceria com 90 operadoras de telefonia móvel. A novidade estará disponível para todos os dispositivos que rodarem o Windows 10.

A ideia é facilitar a vida dos clientes na hora de comprar aplicativos, e a dos desenvolvedores na hora de vendê-los. Isso porque não será mais necessário um cartão de crédito na hora da compra na loja de apps, uma vez que existirá a opção de jogar as despesas com aplicativos para sua conta de telefone.

Além disso, agora a Windows Store, que antes possuía apenas apps para dispositivos touch, também vai abrigar os serviços Win32 e .NET, fazendo do Windows 10 uma plataforma universal para aplicativos. Para os usuários, isso significa mais simplicidade na hora de baixar e usar um aplicativo da loja.

Os tais aplicativos universais permitirão que o usuário execute apps do Windows 10 em um PC e, mesmo depois de fechá-lo em seu desktop, ele ainda poderá optar por receber notificações e executar o app em todos os seus dispositivos equipados com a última versão do sistema.

Apps para Android e iOS no Windows 10




Outra novidade importante é a incorporação dos códigos de apps do Android e do iOS para o Windows 10. Já havia rumores de que o Windows iria permitir que, de alguma forma, aplicativos Android pudessem ser executados em sua plataforma. Hoje, a empresa esclareceu o boato anunciando que os desenvolvedores não só podem levar seus códigos de aplicativos do Android para o Windows 10, como também poderão fazer o mesmo com apps para iOS.

Project Spartan recebe nome oficial




Agora é oficial: o novo navegador da Microsoft, antes chamado apenas de "Project Spartan", ganhou nome: Microsoft Edge. Finalmente a Microsoft revelou o nome oficial do seu navegador que veio para substituir o Internet Explorer e, se tudo der certo, desvincular o nome da Microsoft com o estigma de "browser ruim".

O novo navegador terá a opção de escrita livre e direta por meio de dispositivos touch. O usuário poderá escrever, marcar, desenhar e rabiscar livremente na página e, se desejar, salvar as alterações como imagem e compartilhá-las por e-mail, salvar no OneDrive ou no OneNote.

Windows 10 para smartphones


Mantendo a sua promessa de tornar os seus serviços e dispositivos universais, a Microsoft também anunciou que o Windows 10 para smartphones poderá ser usado da mesma forma que um computador completo. Isso faz muito sentido se pensarmos nos aplicativos universais, dessa forma os usuários poderão conectar os seus dispositivos móveis com o auxílio de um cabo HDMI para ver seu telefone em tela cheia.

Em uma demonstração, Joe Belfiore, vice-presidente do grupo de sistemas operacionais da Microsoft , mostrou o PowerPoint rodando em um telefone com o Windows 10 em um desktop. Embora a aparência seja muito similar à de um aplicativo de desktop nativo, tudo está rodando via Windows 10 Phone, o que permite que o usuário puxe até mesmo fotos do rolo da câmera para inserir nos slides. Em outras palavras, tendo o sistema em um aparelho mobile com Windows 10, ele poderá se transformar em uma pequena CPU portátil.

Windows Holographic


Muitos especialistas acreditam que a próxima grande revolução da indústria tecnológica será a realidade virtual; e parece que a Microsoft está apostando alto nisso.

Apesar de já ter falado um pouco a respeito dos seus óculos holográficos, o HoloLens, e da sua plataforma Windows Holographic, a empresa de Redmond aproveitou a Build 2015 para demonstrar como tudo isso vai funcionar.

A Microsoft usou o HoloLens para levar ao palco do evento um robô físico que era sobreposto por um robô holográfico, mostrando as possibilidades oferecidas pelo gadget e pela plataforma. Além disso, também descobrimos que o HoloLens é compatível com navegadores, e permite que os usuários andem enquanto redimensionam as telas dos aplicativos e interagem com eles por meio da computação holográfica.



Um aplicativo de fotos, uma versão do Skype, um Menu Iniciar, e até mesmo um cachorro holográfico também foram projetados no ambiente durante a demo. Vimos ainda que é possível usar comandos de voz para fazer as imagens seguirem o usuário enquanto caminha por um cômodo, por exemplo.

A Microsoft ainda demonstrou o uso do HoloLens a partir de uma perspectiva médica, voltada principalmente para a educação. Para isso, a empresa levou estudantes ao palco para mostrar como eles poderiam usar o fone de ouvido VR e os óculos para estudar anatomia. A tecnologia permitiu que eles examinassem as várias camadas do corpo humano e dessem zoom em ossos e órgãos específicos.




Por hoje é só, pessoal.



Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/microsoft/build-2015-veja-os-anuncios-do-primeiro-dia-da-conferencia-da-microsoft

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br