Pular para o conteúdo principal

Dicas de como comer menos e melhor

O pesquisador Brian Wansink, professor na Universidade de Cornell (EUA), fez uma série de estudos sobre como o ambiente molda nossas decisões alimentares. Suas conclusões foram reunidas no livro “Por que comemos tanto? Não é apenas a nossa fome que determina o que come” (Editora Campus, 2007).

E, se o ambiente nos influencia, pequenas mudanças nele podem tornar muito mais fácil manter bons hábitos sem pensar muito nisso.

Com isso em mente, veja nove estratégias simples para projetar o ambiente físico a sua volta, a fim de comer de forma mais saudável sem perceber:

1. Use pratos menores


Pratos maiores significam porções maiores, o que por sua vez significam que você vai comer mais. De acordo com um estudo realizado por Wansink e sua equipe, se você servir o seu jantar em pratos de 25 centímetros em vez de 30 centímetros, você comerá 22% menos alimentos ao longo do próximo ano.

E não adianta simplesmente pensar que você pode colocar menos comida no seu prato. Não é assim tão simples. A figura acima explica por quê. Quando você come uma pequena porção em um prato grande, sua mente se sente insatisfeita. A mesma porção vai parecer mais satisfatória quando comida em um prato menor. Os círculos na imagem acima são do mesmo tamanho, mas seu cérebro (e seu estômago) certamente não os veem dessa forma.

2. Torne água mais facilmente disponível


A maioria das pessoas inconscientemente toma um gole de refrigerante ou de café enquanto faz outras tarefas.

Para mudar esse hábito para um mais saudável, como tomar água, compre uma garrafa grande e coloque-a cheia de água em algum lugar perto de você durante todo o dia. Assim, muitas vezes você vai optar por beber essa água em vez de se levantar para procurar outra opção.

3. Prefira copos altos


Quer beber menos álcool ou refrigerante? Use copos altos em vez de copos largos. Dê uma olhada na imagem acima. Qual a linha maior: a horizontal ou a vertical?

Ambas têm o mesmo comprimento, mas o nosso cérebro tem uma tendência a superestimar linhas verticais. Dessa forma, beber de um copo mais alto pode significar que você vai de fato beber menos, pensando que bebeu mais. A pesquisa mostra que as pessoas normalmente bebem cerca de 20% menos de um copo alto e magro do que fariam de um copo baixo e largo.

4. Utilize pratos com uma cor de alto contraste com a sua comida


Quando a cor de seu prato combina com a cor de seu alimento, você naturalmente se serve de mais comida porque o seu cérebro tem dificuldade em distinguir o tamanho da porção do prato.

Devido a isso, pratos de cores como azul escuro e verde escuro são interessantes, uma vez que contrastam com alimentos claros, como massas e batatas (o que significa que é provável que você coma menos deles), mas não contrastam com verduras e legumes (o que significa que é provável que você coma mais deles).

5. Coloque alimentos saudáveis em um lugar de destaque na sua casa


É uma boa ideia deixar uma tigela de frutas ou nozes em um local acessível, pelo qual você passe antes de sair de casa. Quando você está com fome e com pressa, é mais provável que você agarre a primeira coisa que vê.

6. Embrulhe alimentos não saudáveis em alumínio


Na geladeira, embrulhe alimentos saudáveis em plástico transparente, e os não saudáveis em alumínio.

O que o coração não vê, o coração não sente. Comer não é apenas um evento físico, mas também emocional. Sua mente muitas vezes determina o que quer comer com base no que seus olhos veem. Assim, se você ocultar alimentos não saudáveis, fica menos propenso a comê-los.

7. Mantenha alimentos saudáveis em embalagens e recipientes maiores


Grandes caixas e recipientes tendem a chamar mais a atenção mais. Como resultado, você está mais propenso a observá-los e comê-los. Enquanto isso, pequenos itens podem se esconder em sua cozinha durante meses.

Outra dica valiosa é, se você comprar uma caixa grande de algo não muito saudável, tente dividir o alimento em porções menores, colocando-as em sacos ou recipientes menores.

8. Sirva suas refeições utilizando a regra do “meio prato”


Quando você se servir, comece sempre com os alimentos mais saudáveis. Em seguida, encha o resto do prato com restrição.

9. Use a estratégia dos corredores externos para comprar alimentos mais saudáveis no supermercado


O conceito é simples: quando você vai fazer compras, é melhor não andar sem rumo por todos os corredores do supermercado. Apenas caminhe pelo perímetro exterior da loja, pois é ali que geralmente fica a comida saudável: frutas, legumes, carnes magras, peixes, ovos e nozes. Assim, você fica mais propenso a comprar alimentos saudáveis, e comê-los quando chegar em casa.

[LifeHacker]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br