Pular para o conteúdo principal

10 dicas pra quem ainda vai começar o TCC

O primeiro ano de faculdade é um doce, tirando a vergonha própria e alheia que sentimos durante a famosa recepção aos calouros, tudo parece ir bem. A gente se adapta um tanto quanto rápido ao ambiente acadêmico, que por sinal é bastante diferente da realidade de muitas escolas de ensino médio. Escutamos os veteranos e alguns professores comentarem sobre um tal Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e que se ele não for entregue você não se forma, mas nem damos tanta importância, até porque “tá tão longe o fim do curso”, pra que se preocupar com isso agora

Porém, os anos passam rápido e quando vai chegando o terceiro, quarto ano do curso os nossos professores começam a falar do tal TCC na sala, a falar sobre definição de tema, problema, objetivos… Daí você para e pensa: “Putz, chegou a minha vez! O que eu faço?! Socooooooorro!”. Alguém se identificou? Porque comigo aconteceu assim! Depois desse não tão rápido momento de desespero, precisamos colocar a mão na massa. Mas vem aquele desânimo e o pensamento contínuo de que é difícil, “Não vou conseguir!”, “Vou ser jubilado e não entrego o TCC!”. Calma, jovem!

Pode parecer mentira, mas têm pessoas que se cobram demasiadamente na fase inicial do trabalho e/ou durante o desenvolvimento do mesmo, que começam a apresentar sintomas de depressão, estresse, crises de ansiedade, que emagrecem drasticamente ou aumentam alguns quilos. Se desesperar só vai piorar as coisas, prejudicar sua saúde, te fazer perder tempo, além de te manter na inércia, sem produzir nada. Então, você já pode pegar sua caderneta e registrar a primeira dica para fazer o TCC: Manter a Calma! Nessa vibe de dicas, elaborei uma lista com 10 dicas para quem ainda vai começar o TCC.

1 – Keep calm


As novidades sempre parecem difíceis e assustadoras, pelo menos para a maioria das pessoas. Se com você é assim, se você sente medo do novo procure relaxar. Fazer yoga, pilates, meditação, caminhada, algum exercício ou atividade que te traga relaxamento.


2 – Procure um orientador.


Assim como um lutador de boxe precisa de um treinador para desenvolver suas habilidades, você precisa de um orientador/mentor para te auxiliar durante o período de produção. O orientador dos sonhos é aquele que é especialista/mestre na área em que você pretende pesquisar e que seja “gente fina’. Como isso é quase um oásis no meio do deserto, procure um professor com quem você tenha afinidade/amizade e que você considere capaz de te auxiliar no seu trabalho. Você também pode pedir indicação a estudantes que já fizeram ou que estão fazendo o TCC, eles podem te passar um relatório dos professores que são recomendáveis, bons e nem pensar.

3 – Converse com o seu orientador!


Depois de identificar um professor de confiança pra te auxiliar esse professor precisa ser informado para que as orientações comecem. Mande um e-mail perguntando ao professor se ele pode lhe orientar e aguarde uma resposta do mesmo. Se ele aceitar, ótimo, você já pode agendar sua primeira orientação. Se ele não aceitar, procure outro professor. Não desista tão fácil e não invente de fazer o trabalho sozinho! Nas suas orientações, caso você não tenha uma área temática em mente, você pode pedir sugestões de temáticas ao seu orientador.

4 – Anote todas as suas ideias.


Pode parecer besteira, mas aquela ideia de tema, título, problema que lhe veio a cabeça naquele momento em que você menos esperava pode ser a pedra fundamental do seu TCC. Não desmereça suas ideias. Ninguém faz uma pesquisa da noite pro dia. Pode até acontecer, mas muito dificilmente você vai ter uma ideia pronta e bem formulada. A grande maioria das suas ideias precisarão ser reestruturadas e maturadas. Por isso, mantenha um espaço exclusivo para anotar suas ideias; pode ser o bloco de notas do celular, um caderninho, uma agenda, uma caderneta, até mesmo no word, o que você não deve é deixar essa ideia passar batida.

5 – Defina o seu tema.


Depois que você já tiver definido um orientador e já tiver algumas ideias anotadas, esse é o momento de começar a definir o tema do seu TCC, ou seja, sobre o que você vai falar. O seu tema vai depender muito do seu curso, pois o mesmo está vinculado as áreas do seu curso. No curso de Administração, por exemplo, na área de Gestão de Pessoas pode-se extrair temas como Gestão da Carreira, Motivação, Liderança, Processos de Recrutamento e Seleção, e vários outros.

6 – Leia, leia, leia.


O TCC é um trabalho científico e a natureza deste exige embasamento teórico, ou seja, aquela história de “Segundo FULANO(2016), isso isso e aquilo”. E para citar a ideia de algum autor, você precisa ler e compreender o que ele falou. De início pode parecer difícil, mas a medida em que você vai se familiarizando com a leitura acadêmica o seu nível de compreensão melhora.

A leitura é fundamental para o TCC, principalmente depois que você determina o tema da sua pesquisa, pois o tema ainda é uma coisa muito abrangente e a partir da leitura de textos científicos dessa área você consegue enxugar o tema e encontrar um problema. Por exemplo, meu TCC era na área de Administração de Materiais e o meu problema era Como definir uma política de gerenciamento de estoques de materiais em uma instituição pública.

7 – Faça resumos e/ou desenhos do que foi lido.


É comum aos estudantes e as pessoas de memória fraca (como eu) ler um artigo de 14 páginas, compreender bem a ideia e a pesquisa do autor, mas na semana seguinte não lembrar de mais nada ou lembrar partes do artigo. Como tenho uma memória bastante seletiva, uma técnica que me ajudou muito durante o meu TCC foi fazer mapas mentais. Eu comprei papel A5 e pincéis e a medida que ia lendo e achava algo relevante, em vez de grifar no texto eu escrevia o que eu entendia ou fazia algum desenho que representasse o que eu li. Durante muito tempo as paredes do meu quarto ficaram cheias de papel assim. Mas isso me ajudou muito na hora de escrever meu TCC, pois o que eu tinha entendido da ideia do autor já estava escrita no papel, era só digitar. Esse foi o meu jeito, cabe a você ir testando e descobrindo a sua melhor forma de registrar o que foi lido.

8 – Defina tarefas e prazos.


Chega um certo ponto em que você tem a faca e o queijo na mão, ou seja, já definiu seu tema, já fez uma leitura aprofundada, definiu seu problema, continua fazendo leituras. Mas… Epa. O TCC não é só isso não, é cheio de vários detalhes e etapas. Então, converse com o seu orientador e/ou leia a norma da sua universidade/faculdade sobre o TCC e defina quais serão os seus passos, ou seja, suas tarefas até o dia da entrega e determine um prazo para cada tarefa.

9 – Crie sua estratégia de organização.


Por mais que alguém diga que você é desorganizado, tenho certeza que você encontra tudo ou quase tudo de que precisa na sua bagunça. O TCC exige muito da sua cabeça e do seu tempo, e pode causar fadiga. Com base nisso, é recomendável que o seu ambiente de estudo seja organizado, arejado, limpo e que as coisas que você precise para o projeto estejam de fácil acesso. Porém, considerando que cada um tem o seu jeito de organização, organize-se do seu jeito.

10 – Comece a escrever.


Juntar as ideias que você teve em forma de texto vai fazer com que você tenha novas ideias. Não fique sentado esperando uma iluminação que vem num sei de onde e que vai te fazer começar a escrever. Escreva o que vier na sua cabeça, do seu jeito. Se você fez resumos enquanto lia, a sua tarefa está quase feita, mas você precisa começar a organizar todos aqueles arquivos que você digitou ou páginas que você escreveu em um texto único. Isso vai ser bom pra que a sua ideia seja maturada e também para mostrar ao seu orientador o que você tem feito e quer fazer. Não se preocupe, os primeiros textos não vão sair perfeitos, você precisará ajustá-los algumas vezes, mas com o tempo você pega a prática.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de configuração do CURA usando PLA

Essas são as configurações que eu fiz em minha impressora ANET A8 para imprimir no PLA.

Criei 2 perfis, um com média qualidade (0,2mm) e outro com alta qualidade (0,1mm).

Média Qualidade



 Alta Qualidade

No filme o Livro de Eli, o personagem principal é cego?

Acho que o filme vale a pena, não só pela excelente fotografia, mas por alguns outros pontos. Eli pode ser cego sim. Ainda vou assistir mais uma vez o filme para confirmar, mas alguns detalhes são importantes para serem notados:
1) Cegos geralmente usam óculos de sol, portanto o fato de todo mundo usar, esconde um pouco o fato de ele usar.
2) Nem todos os cegos tem olhos do mesmo jeito. Se ele não for completamente cego, ele é o suficiente para ter que aprender Braile
3) Ele não olha para o sol e sim o sente em sua face.
4) Ele não encherga que a bateria de seu iPod está acabando? pq fica batendo nele?
5) Vai para o escuro lutar com os primeiros bandidos. Uma tremenda vantagem para quem é cego. Técnica muito usada pelo super-herói Demolidor.
6) Só atira qdo ouve de onde vem o tiro. Se ninguém atirar ele não revida.
7) Ele mata um passaro pelo som. É forçado ele acertar tudo, mas isso é para deixar a gente confuso.
Pois bem, só assisti uma vez, mas vou confirmar isso tudo na segunda. Acho qu…

Suporte para Notebook com tubos de PVC

Fonte: http://tecnicolinux.blogspot.com.br